segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Ezquizofrenia

Angelicy, Priscila e Veridiana

Mal do século

Muito além de mim.

Quem sou?
Porque estou aqui?
Escureceu meus pensamentos
Tenho a impressão de que grito
Mas ninguém me ouve, ou finge não ouvir.
As vozes destroem minha mente
Quero controlá-las, mas não consigo.
Sofro, desesperadamente, perco o contato com realidade.
Já nem sei quem sou
Sinto-me perdida
A vida me trapaceou
Olhos me vigiam de longe
Eu posso sentir de perto
Quem está aqui?
Meus olhos não conseguem ver o que o meu coração quer enxergar.
Você levou o que eu tinha de mais precioso, o amor à vida.
Como tentei esquecer de todo esse mal que me prende a lembrança de nós dois.
Infinitamente desejaria ter um male incurável, quem sabe tuberculose.
Porque você, meu mal maior não mata pelo simples prazer de torturar.
Amor que inunda o meu eu, me corrói, destrói tudo de melhor que eu poderia ter.
Estou preso nesse mundo de devaneios, e o último grito darei pra estancar a dor.
Com o terror da minha tristeza...
Deixa imaginar sua imagem
Nessa estranha esquizofrenia,
De te perder para te encontrar.

Esquizofrenia

Alunos: Douglas Henrique, Rafael Wallace, Thaíse.
3º E. M. A.

Esquizofrenia

Na liberdade do pensamento.

O quê? Você está me escutando?
Ouço vozes a me chamar. Parecem vindas de outro mundo,
Nunca as ouvi com tanta clareza.
Querem me levar por outros caminhos, é aonde tenho me protegido ultimamente.
Às vezes me deixo ser transferido para esse submundo...
Então, sinto algo dentro de mim, como se me libertasse desse corpo maldito,
Que me prende nesse mundo vil.
Já perdi há tempos à ponte que me ligava com o mundo real.
Mas, qual é o mundo real? Onde estão meus pensamentos ou o material?
Pra que viver aqui se as pessoas olham como se enxergassem dentro
de mim, e mesmo assim não me entendem?
Já perderam a capacidade de decifrar enigmas.
Fico desesperado, se você estivesse aqui seria diferente, a tristeza e a dor não inundariam meu peito, mas você não está e elas transbordam por meus olhos.
Vê o que causastes?
Sinto-me tal qual tuberculoso, excluído por todos a minha volta, como se exalasse um mal terrível. Essa minha doença tem uma causa: você.
O amor é terrível e pensar que há quem o deseje.
E para curar-me já achei o veredicto, acabar com essa inútil vida terrena.
A morte é minha passagem pra liberdade...
Mas, lá na morte meu amor, cantarei pra ti, para que a voz que desprezastes traga-te
o remorso que me deves. Não insista em tentar libertar minha mente desta prisão, aqui eu estou seguro.
Deixe-me perdido nesse mundo onde eu posso ser feliz.
Esquizofrênico, louco? Eu?
Por que consigo ver o que vai além do óbvio?
Todos me perseguem, ouço suas respirações, querem me calar, estão me
sufocando, pressionando porque sou a única alma viva num mundo de projeções.
Você não conhece a verdade, nunca poderá tocá-la, contudo dirá que ela não existe?
Quer conhecê-la? Dê-me sua mão e deixa eu te guiar pelo vasto mundo da imaginação.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Esquizofrenia


Escola Estadual Eldorado.

Eldorado, setembro de 2009.

Professora: Rosimeire e Rosângela Guedes

Alunos: Bruna Ajonas,

Fabíola Souza,

Hawanny Colares,

Rafael Wallace.

3º E.M.’A’


Desabafo


“Vozes penetram em minha mente,

Amarrada me sinto em meus pensamentos

Desesperadamente tento lutar contra meu próprio cérebro,

Contra minha consciência.

Meu próprio Eu fica isolado dentro de mim.

Vozes perturbadoras ecoam em meu cérebro

Fazendo-me viver num mundo irreal,

Comprometendo meu pensamento intelectual.

Palavras sem coerência explodem em minha boca

Seres sobrenaturais, fantasmas, alucinações escurecem meu ser.

Tento fugir, mas sou prisioneiro de meu próprio Eu,

Já não posso distinguir a realidade

Sinto minha alma presa em algo surreal,

Sinto-me perturbada,

Ordens insanas me ameaçam estupidamente.

Perdida, já nem sei quem eu sou.

Sem reação, Calo-me. “

Gripe Suína

video

Esquizofrenia Artística/Literária

video

terça-feira, 1 de setembro de 2009

O drama do porquinho


Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Professoras: Rosângela Guedes e Rosimeire
Alunas: Fernanda, Patrícia e Riquelle -3º B
Tema: Gripe Suína (mal do século XXI)





O Drama do Porquinho

O porquinho no chiqueiro,
Estava todo faceiro,
Ele não tinha que se preocupar
Pois vírus nenhum iria te pegar

Mas o tempo foi passando,
E os problemas aumentando,
Gripe aviaria e vaca louca era coisa do passado,
Mas o porco estava enganado,

E sem saber, estava contaminado,
Antigamente não havia isso
E os animais viviam livres desses vírus

Hoje em dia, muitas doenças existem.
Esquizofrenia, gripe suína, depressão,
E agora ninguém esta livre dessa contaminação.



“Gripe suína se previna, porque prevenção nunca é demais”.

Paródia-Mal do século-XXI

Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Prof.: Rosângela Guedes e Rosimeire
Alunas :Suélen e Vanessa -3ºB
Tema:Mal Do Século XXI - Paródia

Doenças Que Afetam

Baby as doenças estão muitas
As vidas tão vazias
As explicações são poucas
Só eu sei como eu queria
Falar da tuberculose
Abertamente sim e até o fim
Só eu conheço a dor
De uma Cirrose e eu mereço viver Feliz

Refrão

Como uma Cirrose fico olhando e vejo
O meu próprio medo minha indecisão
Mesmo te ajudando não estou segura
Mas será verdade que eu morro ou não.


Seria Tão Bom se eu tivesse remédio
Pra não me fazer sofrer
E é sem querer
Eu fujo da dor
E tenho pavor da doença me deixar na solidão
E me matar do coração.

Refrão

Como uma Cirrose fico olhando e vejo
O meu próprio medo minha indecisão
Mesmo te ajudando não estou segura
Mas será verdade que eu morro ou não.

Paródia da Música de Vitor e Léo-Você Sabia

Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Professoras: Rosimeire e Rosângela Guedes
Aluna: Rosângela Vieira - Série: 3°em “B”

Tema: Gripe suína
Paródia da musica de Victor e Leo

Você sabia


Foi uma doença que foi chegando aos poucos
Tornou conta sem deixar vestígio
Fiquei completamente louca sem saber o que fazer.

Aos olhos de quem esta de fora
Com medo de se contaminar
Ai ,uma coisa de louco, você sabe como evitar.

Tudo aconteceu tão rápido ninguém te esperava aqui
Dentro do nosso planeta.

Estava um povo despreocupado com a sua presença
Até que você chegou deixou todos preocupados
E quem chora dessa nova história de gripe suína.

Você sabia lavando suas mãos você não se contamina
Imagina isso todo dia
Imagina o que seria, do mundo sem ajuda de todos.
O que você imaginaria?

Você sabia lavando suas mãos você não se contamina
Imagina isso todo dia
Imagina o que seria, do mundo sem ajuda de todos.
O que você imaginaria?

Gripe Suína



Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Professoras: Rosimeire e Rosângela Guedes
Alunas: Ana Paula, Daniely, Jéssica da Silva, Vandréia.
Tema: Gripe Suína e Esquizofrenia
Doença do Mal do Século- XXI
Gripe Suína

No passado muita doença existia,
Era malária, febre amarela, tétano.
Ai meu Deus que agonia,
Quanta doença que existia.

E hoje em dia,
Só doenças novas,
Quem diria
Aids, Gripe Suína e Esquizofrenia.

De tétano e malária
Muitas pessoas morriam
E eles pensavam que só isso existiria.

Hoje no presente,
É a Gripe Suína
Que ta matando muita gente.

Gripe Suína



Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Prof. Rosimeire e Rosângela Guedes.
Paródia sobre a gripe “A”
Alunos: Leandro, Samara e Silmara. 3°EM“B”

A porca


Não vem bancar a porca,
Não adianta espirrar,
Foi você quem espirrou e depois me pediu,
Pra nunca mais gripar.

Você fechou a porta,
Pediu pra não entrar,
E me falou bem claro que ela ia me matar,
Mas a gripe não cansa,
Do nosso pouco tempo,
E quer pegar a todos, todo momento,

E agora vem com papo,
Pra quem está gripado,
Dizendo que é pra ficar isolado
Mas eu já disse e ela não escutou.

Não vem bancar a porca,
Não adianta espirrar,
Foi você quem espirrou e depois me pediu,
Pra nunca mais gripar.

Esquizofrenia e Gripe Suína


Projeto de Literatura e Língua Portuguesa
Professoras: Rosimeire e Rosângela Guedes
Alunas: Ana Paula, Daniely, Jéssica da Silva, Vandréia.
Tema: Gripe Suína e Esquizofrenia
Doença do Mal do Século- XXI
Gripe Suína

No passado muita doença existia,
Era malária, febre amarela, tétano.
Ai meu Deus que agonia,
Quanta doença que existia.

E hoje em dia,
Só doenças novas,
Quem diria
Aids, Gripe Suína e Esquizofrenia.

De tétano e malária
Muitas pessoas morriam
E eles pensavam que só isso existiria.

Hoje no presente,
É a Gripe Suína
Que ta matando muita gente.

Esquizofrenia

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

ARTIGOS 3º. ENSINO MÉDIO - LÍNGUA PORTUGUESA

TRABALHOS

ARTIGOS: Esquizofrenia – 3º. Ensino Médio A-B
A Gripe "A" "B"– 3º. Ensino Médio

Período matutino

Toda produção escrita relacionada com o curso superior, fruto de pesquisa ou de reflexão, recebe o nome de trabalho científico ou trabalho acadêmico. São exemplos de trabalhos acadêmicos as monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado, livros, artigos de periódicos, ensaios, resenhas, relatórios, resumos, etc.
O objetivo do trabalho é orientar os alunos sobre a elaboração de artigos científicos, muito utilizados para a divulgação de ideias, estudos avançados e resultados de pesquisa.
Durante o 1º. e 2º. bimestres deste ano os alunos foram orientados para desenvolver pesquisas envolvendo temas do cotidiano, anotar os dados e procedimentos e depois relatar o resultado em forma de seminários. Desse contexto resultaram alguns artigos escritos pelo grupo que realizou a pesquisa.

Profª. Rosângela Guedes

terça-feira, 11 de agosto de 2009

ESQUIZOFRENIA

ESQUIZOFRENIA


CAPRIOLI, Victor Renato Miranda (EEE)
COSTA, Rafael Praciel (EEE)
SILVA, Douglas Henrique (EEE)


Resumo
A esquizofrenia é uma doença mental que se caracteriza por uma fragmentação da estrutura básica do processo do pensamento. Ela tem como sintomas alucinações, alterações no pensamento, delírios e perda de contato com a realidade. Sobre a causa, a única coisa que se sabe é que ela é complexa e multifatorial, e existem várias teorias sobre o seu surgimento, mas, nenhuma concreta. Apesar de a doença deixar seqüelas, os tratamentos auxiliam na readaptação da pessoa à sociedade.

Palavras-chave: loucura, delírios e alucinações.

Abstract
Schizophrenia is a mental illness characterized by the fragmentation of the basic structure of the process of thinking. It has symptoms such as hallucinations, alteration of the thoughts, delirium and loose of touch with reality. About its causes, the only known thing is that it’s complex and can be developed through many different ways. There are many theories about its origins, although none of them are concrete. In spite of the disease to leave sequels, the treatments aid in the readaptation of the person to the society.

Key Words: madness, delusions and hallucinations.

Considerações Iniciais

A esquizofrenia é uma doença que se caracteriza por uma junção de sintomas, entre os quais avultam alterações do pensamento, alucinações (sobretudo auditivas), delírios e embotamento emocional com perda de contato com a realidade, podendo causar um disfuncionamento social crônico.
Cerca de 1% da população mundial é atingida pela doença. Ela se manifesta dos 15 aos 25 anos, tanto em homens como em mulheres, podendo ocorrer também na infância ou na meia-idade.

Sintomas

A esquizofrenia é uma doença que afeta os processos cognitivos, os seus efeitos repercutem-se também no comportamento e nas emoções. Os sintomas são diferentes de indivíduo para indivíduo, podendo manifesta-se de forma insidiosa ou até mesmo explosiva e instantânea.
A doença não tem seus próprios sintomas, mas podem ser tomados como parâmetro para observação.
Esses sintomas podem ser: dificuldade para dormir, troca do dia pela noite, isolamento social, períodos de hiperatividade e inatividade, dificuldade de concentração e tomada de decisões, preocupações não habituais, falta de expressões faciais, afirmações irracionais, mudanças na personalidade, abandono das atividades usuais, incapacidade de expressar prazer, risos imotivados, abuso de álcool ou drogas, posturas estranhas, recusa em tocar outras pessoas, e outros mais.
De forma mais generalizada, os sintomas são divididos em duas grandes categorias: sintomas positivos e sintomas negativos.
1- Sintomas positivos:
São classificados como “positivos”, pois são resultados do acréscimo ou excesso de funções psicológicas do indivíduo. São mais visíveis na fase aguda da doença e há perturbações mentais muito fora do normal.
São sintomas positivos os delírios, pensamentos irreais, percepções irreais, discurso desorganizado, elaboração de frases sem sentido, alteração do comportamento, ansiedade, impulsos, agressividade.
2- Sintomas negativos
São chamados de “negativos” porque são resultados da perda ou diminuição das capacidades mentais. Refletem um estado deficitário como o isolamento social, apatia, indiferença emocional, pobreza do pensamento.
Não são todos esses sinais que se manifestam no indivíduo esquizofrênico. Há pessoas mais afetadas do que outras.

Causas

Sabe-se que não existe uma só causa, mas sim várias que concorrem entre si para o seu comportamento, sendo muitas as teorias para explicar esta doença:
1- Teoria Genética
Diz que vários genes podem estar envolvidos, contribuindo juntamente com os fatores ambientais para o eclodir da doença. Se houver um caso na família, a probabilidade de o indivíduo obter a doença é muito maior.
Quando o indivíduo tem o pai ou a mãe com a doença, as chances de obter a doença é de 12%. Se ambos os pais têm a doença as chances de o indivíduo ter a doença aumenta para 40%.
Segundo Gottesman 81% dos doentes com esquizofrenia não têm qualquer familiar em primeiro grau. E 91% não têm sequer um familiar com a doença.
2- Teoria neurobiológica
Essa teoria defende que a esquizofrenia é essencialmente causada por alterações bioquímicas e estruturais do cérebro, especialmente uma disfunção dopaminérgica.
Esta teoria é parcialmente comprovada pelo fato de a maioria dos fármacos utilizados nos tratamentos da esquizofrenia (neuropiléticos) atuarem através do bloqueio dos receptores (D2) da dopamina.
3- Teoria psicanalítica
Pode ser chamada também de relação precoce. Toma como base a ausência de relação inicial entre a mãe e o bebê, que conduz igualmente à personalidades “frias” ou desinteressadas no estabelecimentos das relações. A ausência de relações interpessoais estaria assim na origem da esquizofrenia.

Tipos de esquizofrenia
O diagnóstico da doença é por vezes muito difícil, visto que as doenças do foro psiquiátrico não podem ser analisadas apenas por parâmetros fisiológicos e bioquímicos e sim por um acompanhamento freqüente do paciente. É importante que o médico exclua outras doenças ou condições que possam produzir sintomas psicóticos semelhantes.
Existem alguns subtipos da doença, que são muito importantes para o conhecimento do médico, para que saiba o tratamento mais adequado aplicar.
• Paranóide: os doentes com esquizofrenia paranóide são desconfiados, reservados, podendo ter comportamentos agressivos.
• Desorganizado: em alguns doentes pode ocorrer uma irritabilidade marcada associada a comportamentos agressivos.
• Catatônico: predomínio de sintomas motores e por alterações da atividade.
• Indiferenciado: diminuição no desempenho laboral e intelectual. Falta de interesse pelo que acontece ao seu redor.
• Residual: isolamento social marcado pela pobreza de pensamento e interesse.
Esses subtipos não são determinantes. Um doente pode apresentar características de um subtipo no começo e depois vir a ter sintomas de outro. São apenas subdivisões que facilitam quais medidas tomar para o tratamento.

Considerações Finais

Os procedimentos indicados para estes doentes são: acompanhamento médico-medicamentoso, a psicoterapia, a terapia ocupacional, a intervenção familiar, a musicoterapia e a psicoeducação.
Não existe cura para a doença, mas o tratamento pode ajudar muito para que os doentes possam ter suas vidas de forma satisfatória e produtiva, menizando os sintomas. Quanto mais cedo se começa o tratamento, melhor é para o paciente.

Referências

http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1gina_principal (acesso em 18/05/09)
http://www.psicosite.com.br/tra/psi/esquizofrenia.htm (acesso em 18/05/09)
http://www.cameraescura.com.br/mente_brilhante.htm (acesso em 18/05/09)

A Gripe A

A GRIPE “A”

PRACIEL,Vanessa da Silva.(E.E.E.)
SILVA,Suélen Lopes.(E.E.E.)
VENANCIO,Ana Paula.(E.E.E.)

Resumo

A gripe “A” é uma doença respiratória que atinge porcos, causada pelo vírus influenza tipo A, que tem diversas variantes. O atual surto, que teve início na América do Norte é provocado por uma versão mutante do vírus H1N1 capaz de infectar humanos e se propagar de pessoa para pessoa. Os sintomas da gripe “A” em humanos parecem ser semelhantes aos produzidos por gripes comuns, eles incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores pelo corpo, sensação de frio e fadiga.

Palavras-chave: gripe, vírus, sintomas

Abstract

Influenza "A" is a respiratory disease that affects pigs caused by type A influenza virus, which has several variants. The current outbreak, which started in North America, is caused by a mutant version of the H1N1 virus capable of infecting humans and is spread from person to person .The symptoms of influenza "A" in humans appears to be similar to those produced by common, it flu symptoms include fever, cough, sore throat, pain in the body, feeling of cold and fatigue.

Key-words: flu, virus, symptoms

Considerações iniciais

A gripe, habitualmente, é mais debilitante, o doente sente-se com dores em todo o corpo. Embora a gripe faça as pessoas sentirem-se muito mal, não é geralmente perigosa. Depois de ficar na cama três ou quatro dias, o doente terá tosse seca irritativa e sentirá cansado por mais alguns dias, acabando por recuperar totalmente.
O principal risco da gripe é atingir os brônquios e os pulmões. Ao enfraquecer o organismo, outros micróbios oportunistas podem causar complicações pulmonares, colocando em risco a vida da pessoa. Para evitar a contaminação é necessário adotar algumas medidas como lavar bem as mãos e não permanecer em lugares fechado por muito tempo sem proteção para respirar.
Depois de amedrontar os mexicanos e americanos, a gripe suína ameaça se alastrar pelo mundo, como num devastador efeito dominó, e já deixa em alerta autoridades sanitárias de vários outros países. A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que existe risco de uma nova pandemia mundial. No Brasil algumas medidas são tomadas pelo Ministério da Saúde através de campanhas e de informações.

O vírus

O vírus da gripe tem a capacidade de trocar componentes genéticos uns com os outros, e parece provável que a nova versão do H1N1 resultou de uma mistura de diferentes versões do vírus, que podem normalmente afetar espécies diferentes no mesmo animal hospedeiro. Os porcos normalmente oferecem uma condição boa para que esses vírus se misturem.
O governo brasileiro tomou algumas medidas, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou que em breve os viajantes procedentes das áreas afetadas pela gripe suína receberão, ao desembarcar no Brasil, um folder educativo com informações sobre sintomas, medidas de proteção e higiene, e ainda orientações para procurar assistência médica.
Segundo o site do Ministério da Saúde, “todas as Secretarias Estaduais de Saúde foram acionadas para intensificar o processo de monitoramento e detecção oportuna de casos suspeitos de doenças respiratórias agudas”.
Também de acordo com o site, cada uma das secretarias possui um plano de preparação para enfrentamento de pandemia, no qual estabelece as diretrizes e as ações dos governos para enfrentar essas emergências de saúde pública.

O tratamento

A gripe é uma infecção viral e, por isso, não pode ser tratada com antibióticos, os quais só servem para as infecções causadas por outro tipo de micróbios: as bactérias. O antibiótico servirá apenas para criar resistências que prejudicarão o futuro tratamento de infecções.
A principal medida de prevenção da gripe é a vacinação. A vacinação deve ser repetida anualmente e deve ser feita especialmente nos grupos de risco (idosos, crianças e doentes crônicos). Uma vez que o vírus sofre alterações frequentes que o transformam num organismo diferente, a vacinação deve também ser repetida anualmente para poder ser eficaz.

Considerações finais

No momento a melhor atitude é prevenir-se, seguindo as orientações do Ministério da Saúde e vacinando-se contra a gripe, pois estudos apontam que a vacina oferece uma proteção de 30% a 90% aos indivíduos vacinados. Preocupados com a transmissão pelo ar, algumas pessoas estão usando máscaras cirúrgicas e evitando o contato muito próximo com outras pessoas.

Referências

www.agenciabrasil.gov.com.br (acesso em 07-04-2009, 20h39)
www.jornalnacional.globo.com
www.ultimosegundo.ig.com.br

quinta-feira, 21 de maio de 2009

PROJETO PROFº MOACIR -ÁRVORE GENEALÓGICA- 3ºE M -B

Em construção

Dia das mães

HOMENAGEM NO PERÍODO NOTURNO


MÃES SENDO HOMENAGEADAS...

PARABÉNS !!!




FEITAS COM AMOR PARA TODAS AS MÃES DA ESCOLA ELDORADO

HOMENAGEM DO DIA DAS MÃES...

Mãe um presente de Deus
Para completar o homem
Deus a fez mulher
Mas para participar do milagre da vida

Deus a fez mãe

Para liderar a casa
Deus a fez mulher
Mas para edificar a casa

Deus a fez mãe

Para estudar, trabalhar e competir
Deus a fez mulher
Mas para guiar a criança insegura

Deus a fez mãe

Para fazer qualquer trabalho
Deus a fez mulher
Mas para embalar um berço e construir um caráter

Deus a fez mãe

Para ser princesa
Deus a fez mulher
Para ser rainha

Deus a fez mãe

Mamãe, você é o mais lindo presente de Deus.


FELIZ DIA DAS MÃES, ROSIMEIRE ONDINA REGIANI

terça-feira, 19 de maio de 2009

ESCOLA ELDORADO PARABÉNS !!!

PROFESSORES E ALUNOS UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS...

Professores da escola Eldorado "Unidos Sempre"Parabéns!!!


Parabéns alunos, voces brilharam muitooooo....


Alunos apresentando o " Hino à Escola Eldorado"
















HINO À ESCOLA ELDORADO

Letra: 2º. Ensino Médio A / 2006
Música: Prof. Claudionor Ramos Barbosa

Uma escola de passado
E presente no futuro
Uma escola sempre à frente
Que nos dá muito orgulho
Era Escola Reunida
À serviço da educação
da amizade e da vida
e pela nossa formação. 
Eldorado! Eldorado!
Nossa escola formando cidadão
Eldorado! Eldorado!
A escola do nosso coração.

Em meados de 70
O seu nome foi mudado
Passou a ser chamada
“Escola Eldorado”
Buscando ensino e aprendizagem
Formando profissionais
São médicos e advogados
Professores e outros mais...
Estarei sempre contigo
Escola de tradição
Conseguindo experiência
Com muita dedicação
Marcas deixadas nos alunos
Que ficam pra vida inteira
Com ajuda dos educadores
Nossa escola pioneira.

Alunos se preparando para apresentação


Alunos aguardando a apresentação no dia 13 de maio


Bandeira da Escola Eldorado


primeiro canteiro de cebolinhas


A horta já mostrando a produção,abóbora, couve...


Primeiro canteiro de couve que já esta sendo colhido


Sr.Roque colhendo rabanetes


Sr. Roque jogando esterco nos canteiros


Alunos limpando canteiro de abóbora


Alunos trabalhando sábado de manhã na limpeza de revitalização da horta


Professores Moacir e Joel trabalhando sábado de manhã na limpeza da horta


Primeiro canteiro de alface


Alunos e pai descarregando esterco na escola


Revitalização da horta-alunos colhendo esterco na chácara


Revitalização da Horta


Revitalização da horta-Escola Eldorado

A revitalização da horta da Escola Estadual Eldorado aconteceu juntamente com a Agraer de Eldorado,com a Associação de Pais e Mestres(APM), alunos e professores da escola Eldorado, através da diretora Maria José Cordeiro Manso, e da coordenadora pedagógica Rumilda Gonçalves Fernandes, apoiada pelos técnicos da Agraer- Roque Vieira e Renato Daniel, que não mediram esforços em produzir hortaliças de qualidade para melhorar a alimentação
dos alunos que estudam na escola.
A mão-de-obra usada no projeto é dos alunos e da coordenadora Rumilda que fazem atividades no turno extra-classe, juntamente com os técnicos da Agraer. O projeto já tem dado frutos e nesta semana houve a colheita de rabanete, cebolinha e couve para ser usado na merenda escolar.
Esse projeto Horta Escolar foi concebido com a finalidade de intervir na cultura alimentar e nutricional dos alunos ,com base no entendimento de que é possível promover a educação integral de crianças, adolescentes e jovens da escola .Tendo também esta horta a finalidade de ser um laboratório vivo para as aulas de ciências e despertando a preservação do meio ambiente.